COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

sexta-feira, 25 de março de 2016

Americanos saudam democracia em África

"Os Estados Unidos felicitam Cabo Verde pelas "bem-sucedidas" eleições legislativas de 20 de março, que foram uma vez mais livres e justas. As eleições e a mudança de poder que trouxeram reafirmam a posição de Cabo Verde como um modelo de democracia em África", adianta o departamento de Estado norte-americano numa nota de imprensa.


Na mesma nota, o departamento responsável pela política externa norte-americana, felicita também o presidente do Movimento para a Democracia (MpD), Ulisses Correia e Silva, "pela sua vitória histórica" nas eleições de domingo.

"Os Estados Unidos desejam prosseguir a parceria com Cabo Verde para fortalecer a governação, promover o crescimento económico e o desenvolvimento e estabelecer uma cooperação duradoura em matéria de segurança regional", acrescenta a nota.

 
 
O Movimento para a Democracia (MpD), na oposição desde 2001, ganhou domingo com maioria absoluta as eleições legislativas de Cabo Verde.

Segundo os dados oficiais, quando ainda faltam apurar, nos círculos da emigração, quatro do total de 72 assentos parlamentares, o MpD conta 122.092 votos (53,5%) e 38 deputados.

O Partido Africano da Independência da Cabo Verde (PAICV), no poder com maioria absoluta há 15 anos, conquistou 85.580 votos (37,5%) e 27 deputados.

A União Cabo-Verdiana Democrática e Independente (UCID) teve 15.530 votos (6,8%) e três deputados.

Os restantes três partidos concorrentes - PTS, PP e PSD - representam 0,5% dos votos no conjunto das suas votações.

Votaram nas eleições legislativas de domingo em Cabo Verde 228.194 eleitores dos 347.828 inscritos nos cadernos eleitorais.

Abstenção foi de 34,1%, quando ainda falta contar os votos de 19 mesas nos círculos da emigração.

Os brancos e nulos somam 1,7% dos votos.

Sem comentários:

Publicar um comentário