COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

"Instabilidade política dificulta cooperação entre Pequim e Bissau"

O embaixador da China na G-Bissau lamentou que a instabilidade política e governativa prejudique a cooperação entre os dois países.


Em entrevista ao jornal guineense O Democrata, Wang Hua citou as constantes mudanças políticas no país que, pelo menos, levaram a Guiné-Bissau a perder duas grandes oportunidades, sendo a mais importante a “ausência de ideias claras” no Fórum de Cooperação China/África, realizado em Julho em Pequim e no qual foram definidos projectos estratégicos.

Outra oportunidade, ainda segundo Hua, foi durante o fórum de cooperação em Outubro, no qual o então primeiro-ministro Baciro Djá “não levou nenhuma iniciativa de projecto viável capaz de mobilizar fundos do sector privado chinês”.

O diploma destacou ainda o facto de, em virtude da instabilidade, “ser difícil encontrar um interlocutor estável em Bissau.

A China, no entanto, “tomou a iniciativa de perdoar o crédito da Guiné-Bissau estimada em mais de 30 milhões de dólares” e disponibilizou um apoio financeiro de 14 milhões de dólares para infraestruturas.
Wang Hua termina a sua missão na Guiné-Bissau no fim do mês.



Sem comentários:

Publicar um comentário