COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

sábado, 26 de dezembro de 2015

Barco solidário, ruma de Figueira da Foz a Timor Leste

O ferryboat que está a ser construído na Atlantic Shipbuilding (antigos Estaleiros Navais do Mondego) vai fazer a sua viagem inaugural com uma carga solidária.

 
Fernando Rego, que cumpriu o serviço militar na antiga colónia portuguesa, amigo de D. Ximenes Belo desde os tempos em que o Prémio Nobel da Paz era “um jovem padre”, reuniu milhares de peças de material escolar para equipar estabelecimentos de ensino timorenses.

Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, o benemérito contou que a bordo do navio vão seguir cerca de cinco toneladas de mobiliário, oferecido pelo antigo Colégio de São Pedro de Coimbra, e 15 mil livros novos e folhas de papel, doados por um livreiro.

Fernando Rego, recorde-se, integrou a comitiva timorense liderada pelo bispo emérito de Díli que visitou, na semana passada, os estaleiros.

O mobiliário e material didáctico foi reunido ao longo de vários anos e têm como destino seis escolas do 1.º ciclo e secundárias da região de Baucau, todas elas tendo D. Ximenes Belo como patrono. “Vivi em Timor quase cinco anos e considero aquele país a minha segunda pátria. Ser solidário com aquele país é a minha causa, a minha dedicação”, declarou este natural de Pereira, Montemor-o-Velho, secretário do bispo timorense.
 
O barco, destinado ao transporte de pessoas e viaturas, deverá ficar concluído em agosto próximo. Foi encomendado pelo Governo timorense, por 13 milhões de euros, e vai fazer ligações marítimas entre as ilhas e alguns países vizinhos. A viagem entre a Figueira da Foz e Timor-Leste dura cerca de um mês.
 
 
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário