COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

PM pediu aos deputados para aprovarem o Programa com vista a salvaguardar os interesses do país

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau pediu aos deputados para aprovarem o Programa do Governo, em discussão, segunda-feira, na Assembleia Nacional, com vista a salvaguardar os interesses do país.


Durante o seu discurso, que antecedeu o início das discussões do programa, Carlos Correia afirmou que com aprovação deste instrumento, o país conseguirá retomar os apoios e a confiança da comunidade internacional.

Disse ainda que o apoio da comunidade internacional mantém-se em relação a Guiné-Bissau, mas avisa que tudo dependerá da aprovação deste programa e da estabilidade do país.

O chefe do executivo pediu aos deputados para serem coerentes, uma vez que foi o mesmo programa que haviam aprovado na vigência do anterior governo de Domingos Simões Pereira.

Por seu turno, o Presidente da Assembleia Nacional, Cipriano Cassama pediu aos parlamentares para darem o voto favorável ao programa e voltou a lembra-los que nada alterou do documento anteriormente aprovado.

"O comprometimento com o interesse público e a preocupação de introduzir no cenário político guineense a estabilidade governativa e o esforço de provar que a Guiné-Bissau é possível, defendemos que a legislatura deve chegar ao seu término", apelou para indicar que, com a aprovação do programa, o ciclo político sairá a ganhar rumo ao bem-estar da sociedade guineense.

Nesta sessão estão presentes 96 dos 100 deputados do parlamento da Guiné-Bissau.

De acordo com a ordem dos trabalhos da ANP, apos a aprovação do programa do executivo seguir-se-à a discussão do Projecto do Código da Justiça Militar, da Proposta do Código de Trabalho e o Projecto-lei sobre os Estatutos dos ex-Titulares dos órgãos de soberania.
 
 
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário