COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Cabo Verde manteve os elevados padrões de segurança a nível internacional na aviação civil

"O país continua assegurando os mais elevados padrões de supervisão do sistema da aviação, mantendo por conseguinte a Categoria 1 da aviação civil internacional", informou a AAC em comunicado publicado na sua página oficial na Internet.


A conclusão aconteceu depois de uma avaliação do sistema de segurança operacional da aviação em Cabo Verde, realizado durante o segundo semestre de 2015 pelo Sistema de Segurança da Aviação Internacional (IASA) uma auditoria da Autoridade da Aviação Civil Americana (FAA).

"A obtenção da Categoria 1 demonstrou que Cabo Verde cumpre integralmente com as normas e práticas internacionais no âmbito da segurança e proteção da aviação no território nacional", prosseguiu a AAC.

A agência cabo-verdiana acrescentou que isso teve "impactos diretos" na economia do país, através do aumento do volume de tráfego e da projeção da companhia de bandeira nacional (TACV), que passou a ser uma das poucas em África a efectuar operações directas para os Estados Unidos.

"A equipa da AAC congratula-se com este feito, que resulta de um elevado grau de profissionalismo e comprometimento para com a causa da aviação, que possibilita a Cabo Verde continuar a ocupar os lugares de topo da segurança de aviação civil internacional", congratulou a entidade reguladora do sector da aviação civil cabo-verdiana.

A primeira certificação de Cabo Verde aconteceu há 13 anos.

O processo de atribuição da Categoria 1 envolve uma avaliação profunda do sistema de segurança operacional da aviação, aplicando a mesma metodologia das auditorias definidas pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI/ICAO).

Durante a avaliação é efectuada uma revisão pormenorizada a oito elementos relacionados com o sistema de supervisão da aviação civil, como a legislação, regulamentação, organização, qualificação do pessoal, guias de orientação e manuais disponíveis, certificação e emissão de licenças a profissionais da aviação, supervisão e sistema sancionatório e outros aspectos gerais do domínio da aviação civil.

Além de Cabo Verde, apenas mais cinco países em África têm a Categoria 1 de aviação civil internacional: Egipto, Etiópia, Marrocos, Nigéria e África de Sul.
 
 
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário