COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Portugal no centro da maior apreensão de sempre de tabaco

Em causa está uma alegada rede de contrabando que operava do Norte ao Sul de Portugal e tinha ligações a Espanha. Há, até ao momento, 12 indivíduos arguidos, entre eles produtores, empresários e comerciantes, e seis sociedades que eles representavam.


Após um ano de investigação, a Unidade de Acção Fiscal (UAF) da GNR avançou, anteontem, em conjunto com a Autoridade Tributária e Aduaneira, sob direcção do Departamento Central de Investigação e Acção Penal, com 41 buscas, em residências, armazéns, empresas e estabelecimentos, nas regiões do Porto, Gaia, Fundão, Castelo Branco, Leiria, Lisboa e Ponte de Sor.

A produção e venda de folhas de tabaco era a principal actividade do grupo, composto na maioria por portugueses. Só um é estrangeiro. Trata-se de um empresário de nacionalidade chinesa, que procederia ao escoamento do material por lojas a retalho que explora em diversos pontos do país.
 
 


 

Sem comentários:

Publicar um comentário