COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Mais de cem militantes abandonam o PRID

Mais de meia centena de dirigentes e militantes do Partido Republicano para o Desenvolvimento (PRID) abandonaram o partido esta segunda-feira, 22 de Dezembro.


Falando em conferência de imprensa, o primeiro vice-Presidente do PRID, Batista Té, justificou a decisão através da decepção que o grupo sentiu pela liderança dos republicanos, tendo anunciado a sua militância no recém-criado partido «Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau».

«Em representação dos grupos e altos dirigentes do PRID, apresentar publicamente as nossas renúncias à militância do Partido Republicano da Independência para o desenvolvimento (PRID).

Decidimos, em consciência, que os grandes desafios sociais que teremos que enfrentar e viver no futuro próximo, seremos mais úteis na acção e no terreno ajudando os guineenses a procurarem alternativas para o desenvolvimento do nosso país» disse o ex-líder dos republicanos.

Batista Té, que era também candidato a Primeiro-ministro nas últimas eleições, disse que participar na fundação do PRID o fazia sentir regozijo e orgulho dos militantes que o abraçavam, mas no entanto sentiram defraudados os seus sonhos por parte da liderança do PRID, «razão pela qual hoje temos a certeza de que a nossa decisão de renunciar à militância desse partido e participar na fundação deo novo partido denominado APU- PDGB, liderado pelo engenheiro Nuno Gomes Nabiam, comungando o mesmo espírito politico e uma força alternativa para a democracia da Guiné-Bissau».

Na sua opinião, aderir ao APU-PDGB irá contribuir para o fortalecimento da sigla partidária desta nova formação política, em que tiveram o orgulho de participar na sua fundação.

Esteve presente na conferência de imprensa o líder da Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam. De recordar que o APU-PDGB foi criado a 30 de Novembro em Gabú, leste da Guiné-Bissau.
 
 
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário