COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

A 17ª edição da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC)

A 17ª edição da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC), que arranca esta quarta-feira conta com a presença, pela primeira vez, de empresas de vários países africanos, o que é para os seus organizadores a grande novidade do certame.


Entre os participante africanos, na sua maioria provenientes de países da
Comunidade de Estados da África Ocidental (CEDEAO), figuram empresas da Côte d'Ivoire, da Guiné-Bissau, da Gâmbia, a que se juntam as de outras regiões africanas, com as de Moçambique e da Guiné Equatorial, que participam todas pela primeira vez na FIC.

A maior montra de negócios e contactos empresariais de Cabo Verde vai contar ainda com a presença de uma delegação de Angola, liderada pela ministra do Comércio, Rosa Pacavira.

Outras delegações de países africanos que já confirmaram presença na FIC serão também encabeçadas por altos representantes da esfera política e económica dos respectivos países, nomeadamente a ministra da Economia e Finanças da Côte d'Ivoire, Kaba Nialé, à frente de uma importante comitiva da Câmara de Comércio e Indústria do seu país, formada por uma dezena de empresários.

O Senegal será representado por uma delegação constituída por uma dezena de empresários, encabeçada por Amadou Lamine Niang, presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Agricultura de Dakar e da União Nacional das Câmaras do Comércio do mesmo país.

Estarão igualmente presentes na FIC membros associados à Confederação Empresarial da Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP) e dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) que participarão, na capital cabo-verdianas, nas respectivas reuniões ordinárias da direcção e assembleia geral.

Em prelúdio à abertura da feira, a cidade da Praia acolheu terça-feira um encontro dos responsáveis das Feiras Internacionais dos Países da CPLP, presenciado pelos presidentes das Câmaras de Comércio e das associações empresariais da Guiné Bissau, da Guiné Equatorial, de Angola, de São Tomé e Príncipe, de Moçambique e de Portugal.

A FIC 2024, decorre sob o lema "Onde os negócios acontecem!" e é organizada por uma comissão ad-hoc formada pelo sector público e privado, nomeadamente representantes do Governo e das Câmaras do Comércio de Barlavento e Sotavento.

O certame que termina a 23 do corrente vai contar com a participação de um total de 112 empresas, das quais 67 cabo-verdianas.
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário