COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Indisfarçável bancarrota de um país em saldo

A procura pelos títulos da Guiné-Bissau foi de quase o dobro da oferta. A procura pelos títulos do tesouro da Guiné-Bissau emitidos hoje foi de quase o dobro da oferta, anunciou o Governo guineense.


A Guiné-Bissau colocou junto da banca comercial um total de 12 mil milhões de francos CFA (18,3 milhões de euros) com o apoio do Banco Central dos Estados da África Ocidental (BCEAO) e da agência de apoio à emissão sub-regional.

Os títulos, com uma maturidade de seis meses, foram entregues a uma taxa de juro média ponderada de 4,6% para o prazo, detalhou em comunicado a Direção Geral do Tesouro e da Contabilidade Pública da Guiné-Bissau.

A procura ascendeu a 23,5 mil milhões de francos CFA (35,8 milhões de euros).

Wilson Cardoso, diretor-geral do Tesouro guineense, explicou à Lusa que a operação destinou-se a suprir um défice na tesouraria pública que deverá ser compensado com as receitas fiscais da campanha de comercialização de caju, principal produto de exportação do país.



Sem comentários:

Publicar um comentário