COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

sábado, 23 de abril de 2016

O 25 Abril em Cabo Verde: Fado, cinema e erotismo

O Centro Cultural Português, na cidade da Praia, promove a 25 de abril o espectáculo "Entre fados", com o fadista português José Perdigão, que será acompanhado pelo guitarrista/compositor Ricardo Silva (guitarra portuguesa), João Silva (viola de fado) e Ni Ferreirinha (baixo/contrabaixo).


Para 27 de abril, está agendada a exibição do filme "Capitães de abril" e para 28 a da película o "Bom Povo Português".

O Centro Cultural Português no Mindelo assinala a passagem de mais um aniversário da Revolução do Cravos com a inauguração da exposição "Casa dos Estudantes do Império 1944-1965".

Por seu turno, a livraria Nho Eugénio, na Praia, vai passar, durante um mês, de "livraria que expõe pinturas, a galeria que mostra livros".

A ideia é alterar a fisionomia da livraria, onde durante um mês a maior parte do espaço será ocupado por pinturas intercaladas por estantes de livros, de acordo com a nota sobre o programa de actividades.

Entre as iniciativas, que têm inicio marcado para 25 de abril e terminam a 25 de maio, destaca-se a exposição "K'Belu", do artista plástico Kiki Lima, que explora a "plástica do cabelo, pau-pilão e do violão como objectos eróticos".

Haverá ainda espaço para a música, declamação de poemas e tertúlia.

Serão apresentadas "pinturas sobre amor, intimidade e erotismo ligados ao quotidiano e a ambiência cabo-verdianas".

O mês de actividades visa evocar o 25 de Abril "como símbolo da liberdade de expressão, património comum a Cabo Verde e Portugal" e valorizar a livraria Nhô Eugénio "como espaço de tertúlia e cultura luso-cabo-verdiano", de acordo com a mesma nota.

Sem comentários:

Publicar um comentário