COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

sábado, 21 de novembro de 2015

Jihadista português/guineense morto, viveu em Massamá, Sintra

Sadjo Ture tinha 35 anos, nasceu na Guiné-Bissau e cresceu em Massamá, no concelho de Sintra. De acordo com o Expresso, é o quinto jihadista português a ser morto no conflito com o Estado Islâmico.


Ao que apurou o Expresso, Sadjo foi baleado em combate com as tropas sírias fiéis a Bashar al-Assad, não se sabendo exatamente a data em que faleceu, tendo acabado por morrer no hospital para onde foi levado em estado grave.

Sadjo conheceu os irmãos Costa em Massamá. Depois de radicalizado viajou, em 2014, para a Síria onde se juntou aos amigos Celso e Edgar Costa, Nero Saraiva, Fábio Poças e Sandro Monteiro.

Os seis pertenciam à ‘célula de Leyton’, nome de um bairro londrino onde todos viveram depois de deixar Portugal.





Sem comentários:

Publicar um comentário