COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Gâmbia: Yahya Jammeh que proíbe a mutilação genital feminina

O governo gambiano por ordem do Presidente Yahya Jammeh decretou a proibição da mutilação genital feminina, informou hoje o ministro da Informação, Sheriff Bojang.


A decisão entrou em vigor imediatamente.

O chefe de Informação acrescentou que 158 mulheres que realizam ablação parou esta actividade desde uma campanha para a Gâmbia Comitê de Práticas Tradicionais foi lançado.

"Em maio, o Comité instou a Assembleia Nacional para atender ao apelo dos chefes e comunidades locais para proibir a mutilação genital feminina (MGF) no país."

Não está claro se o governo vai elaborar legislação a este respeito para executar a decisão presidencial, disse Bojang.

A MGF é -a mutilação genital feminina, muitas vezes quando as meninas são jovens -para apagar seus lábios e clitóris, os quais muitas vezes leva a complicações de saúde para a vida, tais como hemorragia, infecção, dor vaginal e infertilidade.

Mais de 130 milhões de mulheres são submetidas a essas práticas a maioria na África e no Oriente Médio.

Estes procedimentos são praticados em muitos estados, incluindo a Gâmbia, onde a tendência é para o aumento, de acordo com o jornal britânico The Guardian.

Sem comentários:

Publicar um comentário