COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

domingo, 22 de novembro de 2015

Contra a vontade de Marrocos, o enviado pessoal do SG das Nações Unidas viaja para o Sahara Ocidental

Christopher Ross, o enviado pessoal do SG das Nações Unidas para o Sahara Ocidental, Christopher Ross, viaja esta segunda-feira para a região com o intuito de convencer Marrocos e a República Árabe Saharaui Democrática (RASD) da necessidade que seja reatada a negociação de paz.


Em declarações à agência estatal argelina APS, o representante da Frente Polisario na ONU, Ahmed Bukhari, afirmou que durante a visita, que durará dez dias, Ross deslocar-se-á também à Argélia e Mauritânia, países observadores do processo de paz no Sahara Ocidental.

Bukhari, que não revelou mais detalhes sobre o itinerário de Ross na região, limitou-se a afirmar que o diplomata norte-americano reunir-se-á com os dirigentes saharauis no próximo dia 27 na cidade argelina de Tindouf, fronteiriça com Marrocos.

Esta nova viagem parece um desafio às declarações do ministro marroquino dos Negócios Estrangeiros, Salehdín Mezuar, que afirmou recentemente que o seu país se tinha recusado a tratar com o enviado da ONU ou que este pudesse visitar os territórios do Sahara Ocidental ocupados por Marrocos.

A visita de Ross realiza-se num momento em que se repetem os apelos do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para que sejam a reactivadas as negociações entre as duas partes em conflito para alcançar uma solução de acordo com as resoluções da ONU.

O secretário-geral assegurou também que o seu enviado pessoal redobrará os esforços nesse sentido.

Ross, a quem Marrocos retirou a confiança em 2012 acusando-o de "parcialidade", reatou o seu trabalho diplomático em fevereiro e em finais do passado mês de setembro efectuou uma nova visita à região.

As últimas conversações entre Marrocos e a Frente Polisario remontam a março de 2012 e tiveram lugar em Manhaset (EUA).

Ross transmitiu em várias ocasiões a alguns interlocutores o seu pessimismo sobre uma possível solução deste contencioso, que remonta a 1975, após a Espanha ter abandonado o Sahara Ocidental.


Após esta visita, o enviado pessoal do SG da ONU deverá reunir-se no próximo dia 8 de dezembro com o Conselho de Segurança, no que será uma reunião de informação sobre as suas últimas viagens à região.

A reunião será seguida pela apresentação de um relatório detalhado ao Conselho de Segurança sobre a missão de mediação de Ross para a solução do conflito do Sahara Ocidental, enquanto se aguarda uma visita de Ban Ki-moon à região, prevista provavelmente para inícios do ano que vem.
 
 
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário