COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

terça-feira, 12 de abril de 2016

Ranking da Liberdade Moral no Mundo

O Indicador sobre a Liberdade Moral no Mundo pretende demonstrar a liberdade dos seres humanos com base nas restrições morais impostas pelo Estado. O ranking elaborado pela Fundação para o Progresso da Liberdade é liderado pela Holanda, tendo o Uruguai na segunda posição. Portugal é o país de língua portuguesa em destaque, aparecendo na terceira posição mundial.


Para chegar a estes resultados, o índice avaliou 160 países com base em várias categorias – Liberdade religiosa, liberdade bio-ética (sobre questões como a legalização da interrupção voluntária da gravidez), liberdade ao nível do uso de estupefacientes, liberdade sexual e liberdade de género e família.

O segundo país em destaque da língua portuguesa é o Brasil, que ocupa a 19ª posição, considerado como possuidor de uma alta liberdade moral, seguindo Moçambique, na 63ª posição, que permite ser classificado como um país com uma liberdade moral aceitável.

O primeiro país lusófono a surgir com uma posição de insuficiente liberdade moral é Guiné-Bissau, que ocupa a 94ª posição numa lista de 160 países avaliados. Segue a Guiné Equatorial na 102ª posição e finaliza com Angola na 123ª posição.

São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Timor-Leste não constam na avaliação.

Segundo o relatório, as políticas dos países melhores classificados são um farol de liberdade moral e uma força motriz na evolução global em direcção a uma menor intervenção do Estado sobre a moralidade.



Sem comentários:

Publicar um comentário