COM O TEMPO UMA IMPRENSA CÍNICA, MERCENÁRIA, DEMAGÓGICA E CORRUPTA, FORMARÁ UM PÚBLICO TÃO VIL COMO ELA MESMO

Joseph Pulitzer

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Debate sobre acusações de JOMAV

As justificações utilizadas pelo Presidente José Mário Vaz devem ser debatidas em sessão plenária entre 16 de Novembro e 8 de Janeiro, quando os deputados discutirem e votarem o relatório da comissão de inquérito parlamentar criada para averiguar as acusações do Presidente.


Vaz acusou o Executivo de Domingos Simões Pereira de práticas de crimes de corrupção, peculato e exploração desenfreada dos recursos naturais os quais foram averiguados por uma comissão criada pelo Parlamento durante 75 dias.
Fonte da comissão, integrada por deputados das cinco bancadas parlamentares, disse à comunicação social que “os trabalhos estão praticamente concluídos”, faltando a­penas solicitar uma audiência ao Chefe de Estado “para lhe pedir mais elementos” que possam ser incluídos no relatório.

“Vamos solicitar uma audiência ao senhor Presidente da República, a quem vamos pedir que nos faculte mais elementos que possam ser úteis para o nosso relatório, que queremos seja esclarecedor”, acrescentou a mesma fonte.

Os trabalhos da Assembleia Nacional Popular (ANP), em sessão plenária, começam no dia 16, mas a comissão pretende manter uma audiência com o Presidente guineense antes dessa data.
Além da apreciação dos resultados da comissão de inquérito, a sessão do Parlamento guineense vai discutir o novo Código de Trabalho, o estatuto do líder da oposição e o estatuto dos ex-titulares dos órgãos de soberania e apreciar as contas gerais do Estado relativas aos anos económicos 2009 e 2010.
 
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário